setembro 02, 2017

Diary | Férias de Verão 2017 (Parte V) - Sardenha: Entre Porto Torres e Bossa

Olá meninas,

O meu 5º dia de férias incluiu a visita àquela que para nós foi a 1a no Top de Praias visitadas na Sardenha: La Pelosa. Foi também dia de ficarmos hospedados numa cidade fantástica: Bosa. Podia ter sido também o dia de visitar a Gruta de Neptuno, mas isso iria acabar por "roubar" muito tempo de praia. E afinal, como vos disse aqui, tínhamos escolhido a Sardenha pelas praias!


Dia 23 de Julho
Ezzi Manu
A praia de Ezzi Manu não estava nos planos, mas no alojamento em Porto Torres vimos um folheto sobre esta praia com um slogan com algo como "Stintino não é só La Pelosa". Pois não, mas La Pelosa é sem dúvida a melhor praia de Stintino! De qualquer das formas, Ezzi Manu tem um mar com água também transparente e, embora não seja tão bonita como La Pelosa, para quem prefere um pouco menos de confusão, Ezzi Manu pode ser uma alternativa.
Existe um estacionamento pago, de 5€ por dia, mesmo junto à praia. No entanto, se virarem à direita imediatamente antes da entrada para esse estacionamento podem estacionar sem pagar. Nós chegámos por volta das 10h (era Domingo) e não tivemos dificuldade em estacionar nessa zona.


Spiaggina delle Saline
Fica entre Ezzi Manu e La Pelosa. Mais uma com um mar cristalino, mas não gostámos tanto por ser de pedra em vez de areia, para além de ter bastantes algas. É uma praia com vários bares, cadeiras e chapéus para alugar e o estacionamento é gratuito. Tem mais gente que Ezzi Manu - quase tanta como La Pelosa, portanto acaba por não ser tão boa opção

La Pelosa
Aquela que, para nós, é a praia mais bonita da Sardenha, um autêntico paraíso de água azul turquesa e cristalina e areia branca. Tem imensa gente, é certo, mas é fantástica! O mar faz lembrar o Mar do Caribe, de tão claro e transparente que é. Um turquesa lindo. Podemos andar, andar e nunca ficamos sem pé. E nas zonas mais baixas, a água é realmente quente. Desta praia conseguimos ver uma torre aragonesa no meio do mar e também a ilha Assinara (existem excursões à ilha, mas preferimos aproveitar esta praia). O estacionamento é 2€ por hora se forem durante um fim-de-semana de Julho (tenho ideia que em Agosto é 2€ a qualquer dia e nos dias de semana em Julho 1.5€). Não conseguimos encontrar forma de estacionar sem pagar, mas esta praia, mesmo cheia de gente, vale cada cêntimo que se paga pelo estacionamento!

 
 
 Vista para a ilha Assinara

 
 A torre aragonesa

Le Bombarde
É uma das praias mais conhecidas na zona de Alghero. A areia já é mais dourada mas, como em quase toda a Sardenha, o mar é super cristalino. A temperatura do mar pareceu-me mais fria, mas pode ter sido por já ser fim do dia. É ideal para famílias, porque a nível de estruturas é bastante completa: cadeiras e chapéus-de-sol, bares e até parques infantis!
Tem um parque de estacionamento pago, mas existe uma zona de terra batida que é gratuita.


Bosa
Era então tempo de nos dirigirmos a Bosa, uma cidade "encantada". Fica nas margens do rio Temo e é a única cidade fluvial da Sardenha. De ruas estreitas, casas multicolor e com um castelo no topo da colina, tem um ambiente medieval e muito acolhedor. Bosa parece uma cidade que ficou parada no tempo e isso torna-a um sítio único. Bosa não é, de todo, um sítio para andar de carro. O melhor é estacionar na zona do Castelo e andar a pé. E a melhor forma de conhecer esta cidade conto-de-fadas é mesmo perder-nos pelas suas ruas, portanto andar a pé até é uma vantagem!




Jantar no Borgo S.Ignazio , Bosa 
A conselho do dono do B&B em que ficámos, fomos jantar ao restaurante Borgo S.Ignazio, mesmo no meio das ruelas de Bosa. Não é um restaurante barato, mas a comida é óptima e as doses até têm quantidades simpáticas. Serve essencialmente pratos típicos da zona Oeste da Sardenha, por isso não é um sítio onde se espere encontrar comida tipo hambúrgueres ou bifes com batatas. Nem pizzas! Comemos um prato de camarões e uma massa típica, mas o que gostei mais foi mesmo da sobremesa: "Seadas" - uma especialidade Sarda: massa fresca frita com queijo por dentro e coberta por mel.Já com a sobremesa, pagámos cerca de 40€ para os dois.
Não experimentámos mais nenhum restaurante em Bosa, portanto não sei dizer se é o melhor, mas ficámos bastante satisfeitos!





O alojamento em Bosa
Nesta noite ficámos no B&B Bosa, que tínhamos visto inicialmente no Booking, mas acabámos por encontrar no airbnb por um preço menor (se não têm conta no airbnb e se quiserem inscrever, podem fazê-lo a partir daqui). O alojamento fica numa rua estreita próxima do castelo, portanto o melhor é mesmo deixar o carro junto ao castelo, pegar nas malas e fazer o resto do caminho a pé, pelas escadas junto ao snackbar. A casa de banho, apesar de privada, era exterior, mas mesmo ao lado do quarto, portanto não houve qualquer problema. E o melhor deste sítio é mesmo a possibilidade de tomar o pequeno almoço no terraço, com uma vista maravilhosa para a cidade e para o rio.


O percurso de carro
Neste dia fizemos à volta de 150 km. E a estrada mais bonita destes 150 km foi, sem dúvida, o percurso entre Alghero e Bosa, todo feito junto à Costa e com uma paisagem fantástica.




O que acharam deste dia? Gostam deste tipo de férias ou andar de carro "de um lado para o outro" não é para vocês e preferem uma semana de TI nas Caraíbas?

5 comentários: