março 18, 2017

Diary | ModaLisboa Boundless

Olá meninas,

Como sabem, o fim-de-semana passado estive pela 48a edição da Moda Lisboa, desta vez com o tema "Boundless". Nesta edição, assisti a dois desfiles no Sábado - Ricardo Andrez e Luís Carvalho - e no Domingo a outros dois - Duarte e Christophe Sauvat.

 Ricardo Andrez, Luís Carvalho, Duarte e Christophe Sauvat

“Boundless surge como um desafio para a forma como queremos continuar a olhar para a moda em Portugal e no mundo. A moda como algo que é infinito e interactivo, que exige a intervenção de vários actores, e continua a sua acção muito para além da apresentação das colecções e dos desfiles. Uma indústria poderosa que se alimenta da criatividade e movimenta milhões de euros em todo o mundo”, explica a ModaLisboa em comunicado. 


Esta edição trouxe, de facto, algumas mudanças, como a "mudança de casa". Depois de várias edições no Páteo da Galé, a Moda Lisboa mudou-se de armas e bagagens para o CCB, tendo os desfiles decorrido na Garagem Sul do CCB e no Museu Colecção Berardo.
E para deixar claro que a moda é mesmo mais que a "apresentação das colecções e dos desfiles", esta edição trouxe ainda a primeira edição em Lisboa do projecto internacional de troca e sustentabilidade na Moda Global Fashion Exchange (GFX), que incluiu várias iniciativas abertas ao público, sendo o mercado "Swap" o grande destaque: uma pop up store de vestuário, onde as pessoas trazem as suas roupas e as trocam por outras. Mas vamos aos desfiles ...

Ricardo Andrez
Venus as a boy dá seguimento à estética sport / street explorada pela marca, contrastando com beleza clássica, que quebra concepções populares de género e sua identidade construída socialmente.


Luís Carvalho
A inspiração para a colecção Deep surge das áreas mais profundas do oceano. As cores dominantes foram o preto e diversas tonalidades de azul - a fazer lembrar as profundezas do oceano - e o verde profundo, vermelho oriental e prateado, alusão às plantas e aos animais marinhos que habitam essas profundezas. A sensação de leveza e tranquilidade vivida neste ambiente foi representada pelas transparências e pelo brilho dos materiais.
Foi, como sempre, a minha colecção preferida. Tal como a última edição, esta é mais ousada, mas sem nunca perder a identidade do designer que está realmente a crescer - quando começou, apresentou cerca de 20 coordenados e agora apresentou uma colecção de 45.



Duarte
Nevada segue o conceito de sportswear luxury, onde tudo é planeado para que as peças resultem num equilíbrio entre um estilo desportivo e qualidade. Os azuis e brancos relacionam-se com as frias montanhas e os vermelhos com o sentimento de desafio existente nos desportos radicais, como o snowboard. As formas opõem-se entre oversized / fitted, num jogo provocante entre proteção e a forma natural do corpo.


Christophe Sauvat
Rússia, Los Angeles e Portugal foram os destinos que serviram de inspiração a Night Dreams de Christophe Sauvat. Da Rússia e dos seus czares e temperaturas negativas, destacaram-se os veludos, os coletes de pelo multicor e os pormenores bordados. De Los Angeles, a descontracção que se vive junto ao mar e a essência das noites exuberantes inspiraram vestidos, blusas e túnicas que irradiam energia e brilho em tonalidades de azul marinho e encarnado. Finalmente, de Portugal, uma linha de cestas de junco, em diversos formatos e com apontamentos de cor como o verde e o vermelho, complementadas com painéis de pelo de coelho, raposa e faux fur.


Qual o vosso preferido desta edição?
 

3 comentários:

  1. A colecção tem peças mesmo lindas
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  2. gostei de alguns looks, apesar de preferir ver looks usáveis por norma =P

    http://tehteh25.blogspot.com

    Já conheces a página do TehTeh Uncovered? deixa o teu Gosto! https://www.facebook.com/tehteh25/

    xoxo

    ResponderEliminar
  3. Great post, Dear!
    I'd be happy friendship blogs ♥
    Julia Shkvo

    ResponderEliminar