maio 27, 2016

Diary | Budapest - Day 2

Olá meninas,

Vamos então ao 2º post sobre Budapeste. Ao contrário do dia anterior, Domingo acordou com um ar pouco simpático - muita chuva e frio. No entanto, era o último dia na cidade e portanto não íamos deixar de fazer o planeado por causa de uma "chuvinha".


O dia começou com mais uma tour - desta vez pelo Jewish District. A empresa da tour era a mesma (podem ver aqui) e, curiosamente, o guia também. Mais uma vez, o ponto de encontro foi na Vörösmarty square.

Foi uma tour um pouco mais pequena - encurtada também, penso eu, por causa do mau tempo que se fazia sentir. Os principais pontos vistos foram Dohány street, Grand Synagogue, Kazinczy street, Ortodox Synagogue, Rombach street Synagogue, Gozsdu Courtyard, Wallenberg Memorial Park e Last piece of ghetto wall. 
 Um exemplo de Art Nouveau em Budapeste


 Dohany street Grand Synagogue

Kazinczy Sinagogue

Holocaust tree (aqui)

O Jewish district encontra-se no 7º districto, o "Erzsebetvaros" que deve o seu nome à Queen Elisabeth (conhecida como Sissi). 


Terminámos a tour no Szimpla Kert - que aos Domingos se transforma num mercado - onde aproveitámos para comprar algumas lembranças. 



Depois de irmos ao hotel vestir mais umas camadas de roupa, foi tempo de continuar. Passámos pela Vaci ut (rua das lojas) e depois seguimos para o Danube Promenade. Aqui, parámos junto aos Sapatos do Danúbio (que representa os Judeus mortos a tiro junto ao Danúbio) para tirar algumas fotos e depois seguimos até ao Parlamento.

 Sapatos do Danúbio

O Parlamento de Budapeste, com 691 salas, é dos mais incríveis da Europa. Paga-se para visitar e a visita só pode ser feita em horários específicos - sendo que nem todos são em Inglês. Por isso, para não condicionar o dia, acabámos por ver apenas por fora.

Parlamento

O plano era almoçar num italiano ali perto, que tínhamos visto que era bastante barato. No entanto, o restaurante estava fechado e acabámos por seguir em direcção à St.Stephens Basílica. Como no dia anterior não tínhamos entrado e a visita é grátis, era um sítio a que fazia todo o sentido ir. Para subir paga-se 500 florins (cerca de 1.60€), mas optámos por não o fazer, uma vez que no dia anterior já tínhamos tido a oportunidade de ver a cidade dum ponto alto.

Basílica de St.Stephen

Depois de almoçarmos, seguimos para a Andrassy Avenue, a "Avenida da Liberdade" lá do sítio, pelo menos o início. Andando pela avenida, encontra-se a Ópera de Budapeste, a House of Terror e, mesmo no fim, a Heroes Square.

 Ópera de Budapeste

House of Terror - Este museu regista eventos e práticas sombrias que ocorreram após a 2a Guerra Mundial

Completamente encasacadas - ninguém diria que no dia anterior se tinha visto tanta gente de vestido ou calções e manga curta

Heroes Square

Depois do Heroes Square, encontra-se o Parque da Cidade. Caso tivesse bom tempo, teria sido um passeio óptimo para tirar fotos, mas o tempo não convidava a grandes passeios. Neste parque existem também os banhos termais - os maiores de Budapeste, mas por razões logísticas fez todo o sentido irmos aos Gellért no dia anterior.


 Parque da Cidade

Depois de vermos os pontos principais do Parque, voltámos para o hotel para ir buscar as mochilas e seguimos para a Estação de Comboios Keleti, de onde começaria a viagem para Praga.

Terminou assim a visita a Budapeste. O que acharam da visita e do nosso roteiro? O que ficaram com mais curiosidade de conhecer?

maio 24, 2016

Diary | Budapest - Day 1

Olá meninas,

Como vos prometi aqui, vou começar com os posts sobre a viagem a minha viagem a Budapeste e a Praga. Vão ser dois posts sobre cada cidade, já que estive dois dias em cada sítio e fizemos tanta coisa que mesmo um post por cidade iria ficar gigante. 

Começando então pelo primeiro dia ...

Chegámos a Budapeste por volta das 8h50 (já 20 minutos depois da hora prevista inicialmente). Apanhámos o autocarro e depois o metro e fomos deixar as coisas ao hostel. Apanhámos o autocarro 200E e saímos em Kőbánya-Kispest, onde apanhámos o metro para o centro.
Dica: Comprar um combinado autocarro + metro no aeroporto. Fica mais barato que comprar ao motorista, para além que poupam a confusão de ele não perceber uma palavra de Inglês. Dizem que o Húngaro é a única língua que o Diabo respeita. Pois. Já devem perceber a "facilidade" da coisa.


Ficámos no Downtown Oasis. Não é um sítio luxuoso, mas era bastante acolhedor e o staff muito simpático. Além disso, tinha uma óptima localização. Quem tinha estado no quarto na noite anterior já tinha saído mas o quarto ainda não estava pronto. Ainda assim, deixaram-nos pôr logo as mochilas no quarto.


Depois, foi altura de seguir para a Free Tour que ia começar às 10h30 (a que escolhemos foi esta). Como já vos disse, sempre que vou visitar uma cidade gosto de fazer estas Tours. Em muito menos tempo, conseguimos ver muito mais sítios e aprender um pouco da história e da cultura da cidade. Para além de que ainda podemos pedir dicas sobre o que fazer mais tarde.


maio 08, 2016

Beauty | Máscaras Novex Queratina Brasileira e Óleo de Argan

Olá meninas,

Hoje venho falar-vos de produtos que têm sido completamente indispensáveis na minha rotina capilar: as máscaras Novex Óleo de Argan e Queratina Brasileira.

Queratina Brasileira
Indicada para cabelos estragados e quebradiços, reforça a estrutura dos fios, conferindo-lhes brilho e maciez ao toque. Além disso, reestabelece o seu movimento natural do cabelo, mesmo nos mais danificados.

Óleo de Argan
Indicada para cabelos com frizz, pontas duplas, ressequidos e sem brilho
O Óleo de Argan é um poderoso hidratante e antioxidante natural que combate os radicais livres, aumenta a força da fibra capilar e previne o frizz. Como contém vitamina E, dá ainda mais vida aos fios.


Ambas as embalagens são de 210g e dão para cerca de 9 utilizações. No meu caso, apesar de ter o cabelo comprido, não tenho uma grande densidade de cabelo e portanto tem-me dado para um pouco mais que 9.

Nos últimos tempos tenho usado as duas e tenho adorado. Na verdade, acho que não consigo escolher uma delas: gosto mais do cheiro da Óleo de Argan e acho que confere mais brilho e hidratação, mas a de Queratina Brasileira tem ajudado imenso no fortalecimento e reestruturação do meu cabelo. 
Seja como for, uma coisa é certa: ambas têm deixado o meu cabelo com um ar bastante saudável. Até a minha mãe (que geralmente é a pessoa mais crítica relativamente à minha roupa, maquilhagem e cabelo) me tem dito que nos últimos tempos o meu cabelo tem estado muito mais bonito.

Conhecem as máscaras Novex? Qual a vossa preferida?

maio 04, 2016

New In | New Balance 410

Já há uns tempos que pensava em comprar uns ténis, apesar de ser algo que não calçava há anos (se excluirmos os do ginásio e aqueles com salto que estiveram muito em voga há cerca de 2 anos). Mas andava indecisa entre uns New Balance e os Superstar, da Adidas. Como ia fazer a viagem a Budapeste e a Praga, na qual ia andar muito (mesmo muito), achei que era o pretexto ideal.

Acabei por me decidir pelos New Balance 410, em preto. Como têm uma forma pequena, acho-os bastante femininos. Mas o principal é que são mesmo super confortáveis. Andei imenso e os meus pés pouco se queixaram. Na verdade, acabei por ficar mais com dores de pernas devido às subidas do que com dores de pés. 


Tinha andado a ver na Taf, no Colombo, mas não tinham o meu número e iam demorar uns dias a chegar. Acabei por comprá-los na MCS um pouco mais baratos que na Taf. Relativamente ao "meu número", estes ténis são na verdade meio tamanho acima do meu número habitual. Calçam bastante pequenos, daí ter trazido os 37.5 em vez dos 37. Se comprarem os 410 online, não se esqueçam que o melhor é mesmo escolher meio tamanho acima.

Se estão em dúvida se os New Balance valem a pena, a minha opinião é que são uma óptima compra e compensam cada cêntimo gasto. 

maio 02, 2016

Diary | Last month in Instagram #8

Olá meninas, 

No mês de Abril, estive um pouco mais ausente do blog. Por seu lado, partilhei muito mais fotos no Instagram (@claudiadecastroferreira). O principal motivo: a preparação da viagem a Budapeste e a Praga - e a viagem em si, claro - da qual tenciono falar-vos nos próximos posts (tal como fiz na viagem a Madrid - posts aqui, aqui e aqui). Passando então às fotos do mês:


1 - Tártaro de Salmão feito pela mãe. Estava uma delícia. Depois partilho a receita
2 - Cabo Espichel. Um sítio óptimo para visitar, não muito longe de Lisboa
3 - Benfica - Bayern. O Benfica não passou, é certo. Mas valeu muito a pena ir ver o jogo!